terça-feira, outubro 10, 2006

Mudando de blog

A Renata comentou comigo que meu querido blogzinho aqui não deixava os amigos e demais interessados postar comentários sem que eles estivessem cadastrados.

Não gostei disso.

Primeiro que eu acho um saco toda e qualquer obrigatoriedade. Acho que se a pessoa quer opinar, comentar, discordar, debater ou concordar com o que outra fala deve ter toda a facilidade para fazer isso, e não dificuldades.

Por isso mesmo, meus bons e caros amigos e possíveis visitantes anônimos, resolvi mudar de blog... meu novo endereço agora é:

http://emterraestrangeira.zip.net/

Como não queria, por assim dizer, começar do zero lá, fiz a loucura de migrar todos os meus posts anteriores daqui para lá... hehehehehe

Espero que continuem me acompanhando. E, agora, comentando.

sexta-feira, outubro 06, 2006

Elevado


Fotinho do Ben Harper no show que ele fez hoje, dia 5 de outubro, em Madrid.

Simplesmente fantástico... fiz essa foto apesar da proibição em se fazer fotos e do medo de algum segurança me expulsar e/ou tirar a câmera.

No final, apesar da cagaceira, fiz quatro vídeos e três fotos... mas ainda tenho que descobrir como conseguir melhor foco em fotos de longe e com pouca luminosidade.

Mas uma coisa é certo: o show hoje elevou tanto a minha alma que vai ser difícil pregar o olho e dormir... hehehehehe


Ben Harper

Ben Harper and The Innocent Criminals... que show fantástico.

Eu diria, quase uma experiência espiritual. Ou mais.

Em shows como esse eu realmente sinto como a arte tem a qualidade de resumir o que há de mais belo.

Eu delirei com o show do Pearl Jam, também no Palacio de Deportes, em Madrid. Mas foi outro tipo de sensação.

O show do Pearl Jam foi muito bom, foi uma realização de um antigo desejo.

Mas o show do Ben Harper and The Innocent Criminals foi ainda melhor, mais emocionante. Artisticamente falando, melhor.

Claro, são dois estilos muito diferentes, Pearl Jam e Ben Harper... o segundo é muito mais inventivo no palco. Nossa, maravilhoso.

E na música Diamonds in the Inside, eu quase chorei... fiquei com lágrimas nos olhos, lembrando dos bons amigos, especialmente do Cristiano e da Fabiana - porque dei esse CD para a Fabi em um de seus aniversários. Foi demais.

Em pouco mais de duas horas de show, eu e a galera deliramos com a apresentação e três "bis", sendo o primeiro maravilhoso, com o Ben Harper no palco sozinho, e os outros dois com a banda. Eu assisti ao show sentada e foi muito, muito bom - para a minha surpresa, de quem sempre gostou de estar na galera. Acho que vou viciar em ver show em cadeira... hehehehe

E, para fechar, a mensagem da última música, que foi delirante, com todas as luzes acesas e ele cantando realmente com o coração: "I Believe In A Better Way".

quinta-feira, outubro 05, 2006

Em qual?

Em que mentiras você quer acreditar?

Basta escolher, tem muitas por aí.

Um cantinho, um violão...

Putz, nada como estar de bom humor.

E eu essa semana toda estou com um puta bom humor. Meu, sinto que tenho mil motivos para comemorar. Ok, eu fiquei hiper feliz com o segundo turno, apesar de achar que o Lula deve ganhar no segundo turno, mas só para não ver ele ganhando no primeiro já fiquei felicíssima.

Mas não é só isso. É muito mais.

Por exemplo, fiquei ainda mais feliz hoje, ao receber o modem inalámbrico em casa... "Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós!!!!"

Agora sim, mais do que nunca, meu quarto e o resto da cidade da porta do apartamento para fora são meu mundo, meu país. Que gostoso isso!!!!

Dorian Gray

Uma das coisas bacanas da minha nova vida é que, finalmente, consigo tempo para fazer algo que há muito tempo queria fazer: ler meus livros queridos.

Já li vários livros nesses meus 27 anos de tenra idade, mas tenho bilhões de outros que não li e sempre quis ler.

E, agora mesmo, estou lendo um destes que tanto quis ler por tanto tempo... O Retrato de Dorian Gray, do Oscar Wilde.

E devo dizer: é delicioso!!! Recomendo e recomendo.

E cito aqui uma de suas pérolas - e ele tem várias:

"Nada pode curar a alma, senão os sentidos; como não há, para curar os sentidos, nada como a alma".

domingo, outubro 01, 2006

Eleições

Sexta-feira, depois do encontro para troca de filmes, eu, Luca, Ricardo e Pablo fomos a um bar picar algo. E falamos de política... relembramos os últimos governos, desde Collor, e eu fiz um comentário que pode, para alguns, ser exagerado, mas que expressa exatamente o que eu penso sobre uma possível reeleição do Lula. Eu disse: "Para mim, o brasileiro reeleger o Lula é tão grave e absurdo quanto o norte-americano ter reeleito o Bush".

E é verdade. O norte-americano, quando reelegeu o Bush, afirmou claramente que não se importava com o fato de seu presidente mentir e falar tonterias volta e meia, mas que estava interessado em que a economia seguisse bem e tudo o mais. E o brasileiro reelegendo Lula demonstra que não se importa em ser enganado, de ser roubado, que lhe interessa mais que a economia continue os mesmos passos iniciados por FHC e ponto.

Agora, fiquei feliz em ler no site do UOL que há chance do segundo turno. Nossa, seria ótimo!!! O Lula saber que ele não está com essa bola toda para ganhar no primeiro turno. E, quem sabe, acontece um milagre do povo despertar e virar a mesa, elegendo o Alckmin. Sei que é sonhar demais, mas não custa...

Eu votei hoje cedo. Não tinha quase ninguém na Casa do Brasil. Acordei as 9h30min e, uma hora depois, já tinha votado. Peguei o meu título novo - até porque o antigo foi roubado. E nesse já aparece Madrid como minha zona eleitoral. Foi estranho chegar lá e votar para presidente... mas votei super rápido, apesar de não ter me ligado de anotar o número do Alckmin antes - primeira vez que voto na minha vida sem levar colinha. Mas tinha o número dele na minha frente e foi hiper rápido votar - até comentaram isso. hehehehehe. Mas se eu sai sem o número do Alckmin, tinha anotado já a minha seção e tudo o mais.

Agora é esperar o resultado...

lamento saber que o brasileiro tem o Lula como preferido e que o Collor, aquele famigerado, pode voltar a ser eleito.